Mídia

Grafismo Vila Inglesa

Giovanna Grigio e Arthur festejam química em ‘Êta Mundo Bom!’ e posam com looks contemporâneos

13 de dezembro de 2016

Amar é … Fazer parte de um milagre, ter a certeza de estar destinado ao outro… Quem viveu nas décadas de 80 e 90 pode se lembrar das frases das figurinhas do álbum “Amar é”, que era um fênomeno entre os adolescentes. Gerusa e Osório, de “Êta mundo bom”, apesar de viverem 40 anos antes do sucesso da publicação, parecem personificar esse romance inocente, intenso e inquestionável. Giovanna Grigio e Arthur Aguiar interpretam os jovens da novela das seis, que sonham acordados com uma vida a dois e conquistaram fãs apaixonados, movimentando as redes sociais com a hashtag Gesório. Como numa viagem no tempo, o casal da ficção encarna um romance contemporâneo para o ensaio de moda da Canal Extra neste Dia dos Namorados.

— Não tem como não se comover com a história: os dois se amam muito e fazem planos para o futuro, apesar da grande dificuldade imposta pela leucemia dela — diz a atriz, de 18 anos, que contracena com o colega nove anos mais velho e protagoniza a trama inspirada numa mulher que morreu após enfrentar a doença de Chagas: uma vizinha do autor Walcyr Carrasco.

Com roupas bem diferentes das que costumam usar na novela de época, os atores mostram neste editorial como aliar conforto e tendência. No lugar das gravatas, suspensórios e calças sociais, entram peças em tons militares para ele. Giovanna deixa de lado as sainhas florais e casquinhos delicados e abusa dos vestidos lisos em corte reto.

— Estou começando a gostar mais de moda agora. Tenho um estilo urbano — classifica o ator, fã declarado de acessórios: — Gosto muito de óculos, tênis… E ainda coleciono relógios. Nunca perco a hora (risos).

moda-outono

O tempo também é o senhor da razão para a atriz. Sem pressa para namorar, a morena espera o momento certo para encontrar seu verdadeiro amor fora da televisão.

— Eu gosto de gente, fico encantada com as pessoas. Quando eu namorar, o escolhido vai ser muito sortudo porque eu sou maravilhosa (risos). Ah! Mas já falei para todos os meus amigos me darem presente de Dia dos Namorados. Se não derem, não é uma amizade verdadeira — brinca ela.

Foi na frente das câmeras da TV que a adolescente deu seu primeiro beijo: no papel de Mili, de “Chiquititas”, aos 15 anos. Na vida real, a vivência foi pouco mais de um ano depois, mas não resultou num relacionamento sério.

— Acho que ainda não namorei porque não chegou o momento certo. Simplesmente, não rolou. É verdade que eu sou exigente, mas não a ponto de não gostar de ninguém.

Por outro lado, o coração de Arthur tem dona há quase um ano. A eleita é a atriz Camila Mayrink, de 22 anos, que já fez participações em “Verdades secretas” (2015) e no quadro “Não se apega não”, do “Fantástico”, no mesmo ano. São para ela as declarações em fotos no Instagram e surpresas que vão além de datas comemorativas.

— Eu gosto de ser romântico. Acho importante demostrar o que sinto. Muitas vezes, agir é até melhor do que falar, mas não tem receita. Pequenos atos podem surpreender e virar uma grande declaração. Faço isso quando tenho vontade — frisa o galã.

casal-eta-mundo

No papel de Osório, ele já deu dezenas de provas de amor para a noiva. A dedicação é tanta que o rapaz se dispõe a doar sangue para ajudar no tratamento da amada e sacrifica o pagamento de seu aluguel para colaborar com as finanças de Gerusa.

— A novela do Walcyr resgata algo que não existe mais. Por isso as pessoas se encantam e se identificam com o casal. Esse tipo de romance é cada vez mais raro. Quem assiste a “Êta mundo bom!”, principalmente o público feminino, fica querendo encontrar um namorado assim. Vejo muita gente no Twitter falando: “Walcyr, você está me apresentando um homem que não existe”. E está realmente difícil encontrar quem ame de uma forma tão genuína. As pessoas estão amando coisas e usando pessoas e não amando pessoas e usando coisas — filosofa Arthur.

Alguns hábitos antigos mostrados na ficção permeiam a rotina de Giovanna. Assim como a personagem, a atriz é caseira e, num tom mais moderno, prefere um encontro com as amigas em vez de badalações em casas noturnas. De qualquer forma, uma aventura na noite já lhe rendeu situações curiosas.

— Outro dia, fui a uma boate. Quando o segurança olhou minha identidade, fez uma cara de “vou fingir que acredito que você tem 18 anos”… Foi muito engraçado! — relembra Giovanna, afirmando que os pais, os autônomos Janaína Grigio e Marcelo Alexandre, estimulam sua independência e não demonstram ciúme com possíveis pretendentes: — Eles querem mais é que esse passarinho voe!

gerusa-osorio

Desde criança, os rasantes de Giovanna têm sido curtinhos, bem perto da família. Filha única e sem primos, a infância solitária, como ela mesma diz, a fez explorar a criatividade para se divertir:

— Com uns 7 ou 8 anos, eu não tinha muitos amigos na escola. Então, eu falava sozinha o tempo todo e criava amigos imaginários. Quando descobriram que eu fazia isso, o pessoal do colégio tirou um sarro com a minha cara! Mas, se eu olhar de um jeito positivo, acho que isso me ajudou na arte. Eu lembro que, nessas minhas brincadeiras de faz de conta, criava bastante. Nunca me imaginava numa casinha ou sendo mãe das minhas bonecas. Eu me imaginava num cenário, com plateia… E e screvia em diários tudo o que eu sentia… Escrevo até hoje!

Arthur também também coloca as emoções no papel. O ator foi um dos escolhidos para a coletânea de contos do livro “Muito amor por favor”, que chegará ao mercado em breve, e se prepara para lançar seu CD de músicas autorais no próximo dia 26.

— A inspiração vem de coisas que eu já vivi, que ouvi, que inventei… Pela primeira vez, estou me forçando a escrever porque tenho um prazo para entregar os contos.

O acúmulo de atividades artísticas faz o ex-atleta de natação arrastar multidões de fãs há pelo menos cinco anos, desde a repercussão de seu trabalho em “Rebelde”, na Record, em 2011. As admiradoras já o fizeram passar até por demonstrações curiosas de carinho.“Já recebi até caixa com produtos eróticos ”, diverte-se. Mas o foco do galã é na TV, na música e na literatura. Arthur dá uma palinha do que prioriza nas suas canções e no papel:

— Atualmente, a maioria das pessoas se importa demais com poder e dinheiro. Num conto, termino dizendo que espero que o amor se torne a coisa mais importante do mundo.

Matéria Original em extra.com.br

giovanna-arthur

Vocês não existem! Ficou tudo tão lindo! Muito mais do que eu poderia imaginar! Nossos convidados também amaram tudo! Muito obrigada por tudo!

Fernanda | |

Agende sua visita (21) 2425 0493 | 3546 9868 | 3546 9868 | 98900 6526